sábado, 17 de junho de 2017

Thorzel - "Thorzel” (2017)

Prana Records

Mundo Metal [ Lançamento ]



Desde os anos 80, eram raras as bandas brasileiras que apresentavam letras em português realmente boas. Algumas chegavam a dar vergonha de tão amadoras que pareciam, e isso comprova que ser letrista em uma banda de Metal cantado em português não é para qualquer um. Christian Lima, da banda Prellude, original da cidade de Mogi das Cruzes, demonstrou-se um letrista de primeira e agora com seu novo projeto, o Thorzel, mantém a proposta em compor Metal cantado em sua língua pátria (a única exceção é a primeira música, cantada em inglês). O grupo faz um Power/Heavy com inspirações em bandas como Grave Digger, Running Wild, Manowar e doses de Accept.

O disco abre com a faixa “Thorzel Galaxie”, que conta com uma introdução que nos dá a impressão de que há uma batalha épica sendo travada, a bateria come solta com seus bumbos duplos e os riffs são rápidos num estilo Running Wild. Christian canta em inglês usando vocais agressivos e o refrão é instigante como um grito de guerra. Um prato cheio para os fãs do chamado True Metal com uma letra “Manowarica Brothers of Metal”.

Em “Gladiadores” temos o início do Metal cantado em português e Christian já utiliza um vocal mais limpo, com alguns falsetes aqui e ali. O Instrumental é digno de se comparar à escola alemã ao estilo Accept. Sua letra aborda o circo romano, onde humanos lutam entre si para entreter a elite da época, mas também nota-se nessa letra uma certa crítica a atual situação política do Brasil, onde sua população tem se desunindo devido a um binarismo político. Deixemos isso de lado para não mudar o foco da análise, estamos dissertando sobre o disco e não, dando opiniões políticas.


“Conquistadores” tem muito de Grave Digger dos anos 90, com o bumbo duplo comendo solto e riffs rápidos. Sua letra aborda, em resumo, “ação vale mais que palavras”, “a conquista tem mais valor que o presente dado”. A atmosfera frenética e selvagem da música harmoniza muito bem com a letra. Na sequência temos “Canto do Trovão”, com uma pegada bem Thrash Metal devido a sua afinação, talvez. A parte lírica segue como na proposta das anteriores, épica e muito bem feita.

Em “Lute com Honra”, temos um início que dá a entender uma balada, mas logo entra um riff no estilo Ross The Boss (Manowar), que é a principal referencia nessa música. “O Opositor” tem um ritmo mais descompromissado, inclusive flertando com o Hard Rock, pode-se dizer que há uma referência ao Prellude nessa música. A audição segue com “Pacto com o Diabo” e nela, volta aquele peso e velocidade das composições iniciais, com riffs a lá Running Wild e Grave Digger e, incrivelmente, o solo remete bastante ao estilo de solo de Axel Ritt, o som finaliza com um ritmo mais lento, dando um bom destaque ao baixo.

“Homem Duplicado” é uma “Speedêra” com flertes no Thrash. No meio da música acontece algumas mudanças de andamento que lembram bastante o estilo do Slayer, inclusive no solo, voltando a velocidade. Próximo do fim, “Magia do Pentagrama” é aquele tipo de música que possui melodias capazes de grudar na cabeça, com riffs no estilo cavalgada e um baixo se destacando no melhor estilo “Maideniano” anos 80. Tanto esta como a já citada “O Opositor”, provavelmente devem ser canções engavetada do Prellude (banda principal do vocalista Christian Lima)


O disco fecha com dois covers:  “Anjos da Escuridão” do Salário Mínimo (com participação do próprio China Lee nos vocais) e “The Dark Of The Sun”, originalmente gravada pelo Grave Digger no clássico álbum “Tunes Of War” (1996).

Concluindo, esta é uma ótima pedida, não apenas para os paladinos defensores do Metal brasileiro, como para qualquer amante de um Heavy Metal bem executado e honesto vindo de qualquer parte do mundo. Um ótimo investimento para colecionadores, pois o material é uma versão limitada à 500 cópias em um slipcase que contém o logo prateado.

Nota: 9,0

Formação:

Christian Lima  (vocal e guitarra)
Gustavo Rodrigues (bateria)
André Marques (baixo) 

Faixas:

01. Thorzel Galaxie
02. Gladiadores
03. Conquistadores
04. Canto ao Trovão
05. Lute com Honra
06. O Opositor
07. Pacto com o Diabo
08. Homem Duplicado
09. Magia do Pentagrama
10. Anjos da Escuridão (Salário Mínimo Cover)
11. Dark of the Sun (Grave Digger Cover)


Redigido por Edwin Dare

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...