sábado, 17 de junho de 2017

Thorzel - "Thorzel” (2017)

Prana Records

Mundo Metal [ Lançamento ]



Desde os anos 80, eram raras as bandas brasileiras que apresentavam letras em português realmente boas. Algumas chegavam a dar vergonha de tão amadoras que pareciam, e isso comprova que ser letrista em uma banda de Metal cantado em português não é para qualquer um. Christian Lima, da banda Prellude, original da cidade de Mogi das Cruzes, demonstrou-se um letrista de primeira e agora com seu novo projeto, o Thorzel, mantém a proposta em compor Metal cantado em sua língua pátria (a única exceção é a primeira música, cantada em inglês). O grupo faz um Power/Heavy com inspirações em bandas como Grave Digger, Running Wild, Manowar e doses de Accept.

O disco abre com a faixa “Thorzel Galaxie”, que conta com uma introdução que nos dá a impressão de que há uma batalha épica sendo travada, a bateria come solta com seus bumbos duplos e os riffs são rápidos num estilo Running Wild. Christian canta em inglês usando vocais agressivos e o refrão é instigante como um grito de guerra. Um prato cheio para os fãs do chamado True Metal com uma letra “Manowarica Brothers of Metal”.

Em “Gladiadores” temos o início do Metal cantado em português e Christian já utiliza um vocal mais limpo, com alguns falsetes aqui e ali. O Instrumental é digno de se comparar à escola alemã ao estilo Accept. Sua letra aborda o circo romano, onde humanos lutam entre si para entreter a elite da época, mas também nota-se nessa letra uma certa crítica a atual situação política do Brasil, onde sua população tem se desunindo devido a um binarismo político. Deixemos isso de lado para não mudar o foco da análise, estamos dissertando sobre o disco e não, dando opiniões políticas.


“Conquistadores” tem muito de Grave Digger dos anos 90, com o bumbo duplo comendo solto e riffs rápidos. Sua letra aborda, em resumo, “ação vale mais que palavras”, “a conquista tem mais valor que o presente dado”. A atmosfera frenética e selvagem da música harmoniza muito bem com a letra. Na sequência temos “Canto do Trovão”, com uma pegada bem Thrash Metal devido a sua afinação, talvez. A parte lírica segue como na proposta das anteriores, épica e muito bem feita.

Em “Lute com Honra”, temos um início que dá a entender uma balada, mas logo entra um riff no estilo Ross The Boss (Manowar), que é a principal referencia nessa música. “O Opositor” tem um ritmo mais descompromissado, inclusive flertando com o Hard Rock, pode-se dizer que há uma referência ao Prellude nessa música. A audição segue com “Pacto com o Diabo” e nela, volta aquele peso e velocidade das composições iniciais, com riffs a lá Running Wild e Grave Digger e, incrivelmente, o solo remete bastante ao estilo de solo de Axel Ritt, o som finaliza com um ritmo mais lento, dando um bom destaque ao baixo.

“Homem Duplicado” é uma “Speedêra” com flertes no Thrash. No meio da música acontece algumas mudanças de andamento que lembram bastante o estilo do Slayer, inclusive no solo, voltando a velocidade. Próximo do fim, “Magia do Pentagrama” é aquele tipo de música que possui melodias capazes de grudar na cabeça, com riffs no estilo cavalgada e um baixo se destacando no melhor estilo “Maideniano” anos 80. Tanto esta como a já citada “O Opositor”, provavelmente devem ser canções engavetada do Prellude (banda principal do vocalista Christian Lima)


O disco fecha com dois covers:  “Anjos da Escuridão” do Salário Mínimo (com participação do próprio China Lee nos vocais) e “The Dark Of The Sun”, originalmente gravada pelo Grave Digger no clássico álbum “Tunes Of War” (1996).

Concluindo, esta é uma ótima pedida, não apenas para os paladinos defensores do Metal brasileiro, como para qualquer amante de um Heavy Metal bem executado e honesto vindo de qualquer parte do mundo. Um ótimo investimento para colecionadores, pois o material é uma versão limitada à 500 cópias em um slipcase que contém o logo prateado.

Nota: 9,0

Formação:

Christian Lima  (vocal e guitarra)
Gustavo Rodrigues (bateria)
André Marques (baixo) 

Faixas:

01. Thorzel Galaxie
02. Gladiadores
03. Conquistadores
04. Canto ao Trovão
05. Lute com Honra
06. O Opositor
07. Pacto com o Diabo
08. Homem Duplicado
09. Magia do Pentagrama
10. Anjos da Escuridão (Salário Mínimo Cover)
11. Dark of the Sun (Grave Digger Cover)


Redigido por Edwin Dare