quarta-feira, 17 de maio de 2017

Sinister - "Syncretism" (2017)

Massacre Records

Mundo Metal [ Lançamento ]



Após quase três décadas de uma dedicação ferrenha ao Metal da Morte, o Sinister se consagrou como um dos grandes do Death Metal europeu graças à sua lealdade ao estilo. Os holandeses mostram a cada trabalho lançado que não se rendem ao passado glorioso e longe dos holofotes desde o final dos anos 80 e início dos 90, o grupo demonstra que evoluiu tecnicamente e lapidou a conhecida fúria de outrora, para a alegria de quem os segue desde o clássico "Cross The Styx" (1992).

Em 2017 a banda chega ao seu 13º álbum de estúdio via Massacre Records, e atinge o ouvinte mais uma vez como uma locomotiva descontrolada. Atualmente apenas Aad Kloosterwaard continua como membro original, e o som impiedoso se mantém intacto graças a este músico, antigo baterista e agora responsável pelos vocais. O Sinister continua a despertar a atenção dos amantes da música extrema e o tempo parece não cansar o frontman que já está beirando os 50 anos e continua com a sua longeva jornada.


Desde que Aad assumiu o posto de vocalista em 2005, o Sinister vem com uma sequência de lançamentos matadores nos últimos anos, como os ótimos "The Carnage Ending" (2012), "The Post-Apocalyptic Servant" (2014) e também o disco de covers "Dark Memorials" (2015). "Syncretism" apresenta novos membros, inclusive o brasileiro Ricardo Falcon (Itself) na guitarra e o baixista Ghislain van der Stel.

É Incrível ver como o quinteto se mostra renovado e absurdamente atual. Dentre os grandes destaques, não tem como deixar de fora a incrível "Black Slithering Mass (minha favorita), banhada em riffs poderosos e solos de muito bom gosto que, ainda conta com uma bem sacada cama de teclados por parte de Carsten Altena, deixando um clima bem sinistro (sim, a banda faz jus ao nome).

Pra finalizar, "Syncretism" é um disco digno de fazer parte da extensa discografia da banda, chegando para provar porque o Sinister cravou a seu nome no Death Metal. É um disco que não pode passar despercebido. Garantia de caos e devastação no aconchego do seu lar!


Nota: 8


Formação:

Aad Kloosterwaard (vocal)
Toep Duin (bateria)
Bas Brussaard (guitarra)
Dennis Hartog (guitarra)
Ricardo Falcon (baixo)

Faixas:

01. Neurophobic 
02. Convulsions Of Christ 
03. Blood-Soaked Domain 
04. Dominance By Acquisition 
05. Syncretism 
06. Black Slithering Mass 
07. Rite Of The Blood Eagle 
08. The Canonical Rights  
09. Confession Before Slaughter


Redigido por Thiago de Menezes