domingo, 7 de maio de 2017

Lunar Shadow​ - "Far From Light" (2017)

Cruz Del Sur Music

Mundo Metal [ Indica ] 



Em 2015, ouvi um EP que me chamou atenção para o grupo de jovens Alemães nominados Lunar Shadow, com o nome de 'Triumphator', contendo 4 ótimas faixas concisas, bem trabalhadas e bem produzidas, que demonstravam um ótimo Heavy Metal, tocado de forma rápida e eficiente, com poder vocal e instrumental que explodem em ótimos riffs e adentram em sua mente! Eis que o ano de 2017 se inicia e em seu terceiro mês, os Alemães lançam (finalmente) seu Debut, ‘Far From Light’. A proposta desse disco destoa um pouco do som apresentado no EP (que apareceu com um som mais metalizado); este disco vem nos mostrando um Heavy Metal mais épico, com um grande apelo a sonoridade de bandas como Manilla Road, Medieval Steel e o mais recente Eternal Champion.

O disco é aberto de uma forma muito linda e épica: a música "Hadrian Carrying Stones" possui 9 minutos de puro metal épico e em sua introdução ouvimos um dedilhado suave e metalizado que logo é substituído por um riff sublime e bem trabalhado, além de uma bateria seca e que explora o pedal duplo como recurso apenas em algumas passagens. Sobre o disco, o vocal me agradou muito, com uma produção caprichada e bem feita, e toda a atmosfera das músicas assume uma característica saudosista (encontrada até hoje nos discos recentes do Manilla Road, por exemplo), e nos prende a cada nota ecoada em uníssono pelos instrumentos e pelo vocal poderoso. Dois pontos não mencionados ainda mas de grande importância e que revitalizaram ainda mais o disco são: a qualidade excepcional dos solos e o baixo sombrio e cativante.


"They That Walk the Night" possui aquele apelo dos anos 80 que tanto amamos. Com muita técnica, a clássica bateria rítmica e o baixo contínuo acompanham os riffs dobrados que ecoam em sua mente. O vocal novamente toma sua forma suave e ecoada, trazendo muitos sentimentos nostálgicos e até melancólicos (para alguns), e com toda certeza também o selo de aprovação de todos os Fãs de Metal (tanto Old School, quanto os 'New Wave'). A faixa seguinte, "Frozen Goddess", trabalha com uma longa e clássica introdução, somando quase 2 minutos de sua duração total, e a música, em sua totalidade, é repleta de riffs épicos, passagens virtuosas e levadas com o pedal duplo da bateria dando mais atmosfera sombria/épica.

Ah, mas o que seria do Metal sem suas baladinhas? E "Gone Astray" fez seu dever de casa. Suave e gostosa de se ouvir, é uma música que não enjoa (como algumas baladas por aí), facilmente agrada e nos cativa; uma música linda. As músicas seguintes, "The Hour of Dying" (8 minutos), "The Kraken" (9 minutos) e "Cimmeria" (8 minutos), são as mais pesadas e rápidas do disco, mesclando com excelência partes acústicas ao arranjo cavalgado e empolgante. Novamente menciono aqui a qualidade do trabalho feito com o vocal (talvez o que mais tenha me agradado no trabalho, sem contar a parte mais rasgada usada em 'Cimmeria', que foi curta, mas demonstrou a versatilidade de Alex Vornam) e os solos bem trabalhados e montados de forma excepcional. Nem tão rápidos, nem tão lentos; apenas na medida certa!


A finalização do disco é dada por "Earendil (Gone Are The Days)", uma música mais ambientadora, com seus toques que remetem a músicas medievais (não, não aquelas músicas folk felizes, mas para um toque memorável, saudoso). Uma bela canção para fechar um álbum. 

Agora, por que eu coloquei a duração de 4 faixas, você pergunta? Bem, foi para contrariar o senso comum de muito Headbanger que fala quando uma música passa de 5 ou 6 minutos se torna chata e maçante. Nesse disco ocorre o contrário, as pepitas de 8 ou 9 minutos são extremamente cativantes e épicas, então largue esse rótulo chato e curta o bom metal Alemão!


Integrantes: 

Max 'Savage' Birbaum - Guitarra
K. Hamacher - Guitarra
S. Hamacher - Baixo
A. Vornam - Vocal
J. Zehner - Bateria

Faixas: 

01. Hadrian Carrying Stones
02. They That Walk the NIght
03. Frozen Goddess
04. Gone Astray
05. The Hour of Dying
06. The Kraken
07. Cimmeria
08. Earendil


Nota 8.5

Redigido por Yurian Paiva