sexta-feira, 14 de abril de 2017

Evildead - "The Underworld" (1991)

Mundo Metal [ Clássicos ]



Vamos revisitar o segundo álbum de estúdio de uma banda que "nem" gosta daquele clássico filme de terror dirigido pelo cineasta norte-americano Sam Raimi no ano de 1981. Falo de "The Underworld", o segundo álbum de estúdio dos estadunidenses do Evildead, uma das bandas mais legais da cena Thrash Metal californiana. Muitos mencionam o avassalador debut do grupo, "Annihilation of Civilization" (1987), porém "The Underworld" é indiscutivelmente um petardo à altura. 

Contando novamente com uma ilustração de capa deslumbrante desenhada pelo mago Ed Repka, esse segundo registro de estúdio possui onze composições destruidoras. O registro se inicia com a introdução "Intro (Comshell 5)", climática e sombria. Nela, temos samples do filme "Evil Dead II: Mortos ao Amanhecer" (1987), o que proporciona uma atmosfera mais que ideal para a proposta do grupo. A primeira música do álbum é a ótima "Global Warming", uma composição poderosa e que permite que o ouvinte tenha uma ideia do que está por vir ao longo do disco. 

Na sequência temos outras composições de calibre, como "Branded", "Welcome to Kuwait", que possui participação do monstruoso baterista Gene Hoglan (Testament, Dark Angel, ex-Death), "The 'Hood", "Process Elimination", além do cover de "He's a Woman / She's a Man" (Scorpions), que conta com vocais adicionais do infelizmente já falecido David Wayne (R.I.P. 2005) (Metal Church, Reverend, Wayne).


Durante os poucos mais de quarenta minutos que compõem esse trabalho, todos os músicos se destacam individualmente. As guitarras da dupla Juan Garcia (Abattoir, Agent Steel, Masters of Metal, Body Count, ex-Terror) e Dan Flores (ex-Terror) nos brindam com riffs e solos muito inspirados e poderosos, a "cozinha" encabeçada pelo baixista Karlos Medina (ex-Agent Steel, ex-Terror) e pelo baterista convidado Doug "The Claw" Clawson é agressiva e dinâmica e os vocais de Phil Flores são ligeiramente rasgados e violentos na medida certa.

Após o encerramento das atividades do Evildead em meados de 1995, os membros Juan Garcia, Karlos Medina e Dan Flores formaram uma nova banda, o Terror. A veia desse novo grupo era exatamente a mesma do Evildead, porém as letras das músicas foram escritas em espanhol. Em 2008, a banda se reuniu novamente e permaneceu ativa até 2012. Nesse intervalo de tempo, diga-se de passagem, lançaram o single "Blasphemy Divine" (2011). No ano passado, os músicos reativaram mais uma vez a banda. Com tantas bandas retomando as atividades e lançando novos materiais de estúdio, seria muito bom se o Evildead seguisse os mesmos passos. 

Seja como for, uma coisa é certa: é uma das bandas mais legais do estilo e esseálbum, tal qual o esmagador registro de estreia, merecem ser ouvidos sempre que possível por todo Thrasher que se preze!

♫ "Radiation's coming
From the nuclear blast
Lurking into cities,
Darkness in the skies
Feel the wrath upon us,
Sudden thunder roars
Armageddon warriors
Now survive the war.

Process Elimination...
...Process Elimination
Process Elimination...
...Process Elimination" ♫

Por David Torres