quinta-feira, 20 de abril de 2017

Crônicas do Bigodón

Na última semana, recebemos uma série de e-mails de um senhor chamado Régis Bigodón, o Sr. Régis é um velho headbanger que demonstra um conhecimento bem peculiar e uma visão interessantíssima sobre nosso estilo de música favorito. Ele nos informou sobre seu interesse em contribuir com a nossa página e depois de muita negociação, resolvemos lhe dar uma chance. 

À partir de hoje ele é o mais novo redator do blog e irá se apresentar pra vocês. Seja bem vindo Sr. Régis! 


"Tudo bem rapaziada do Rock Paulêra! 

Cá estava eu analisando este novo blog que se diz voltada ao público do Metal e tem como premissa, indicar vários sons para a galera mais jovem. O que eu não esperava era ver tanta tranqueira reunida num único lugar, na minha época não era assim. Os headbangers eram unidos e só ouviam Metal. Simplesmente Metal! Vejo essa garotada escutando essas coisas modernosas que não tem nada ver com o verdadeiro Metal feito na gloriosa década de 80 e já me dá enjoo.

Sim amigos, preciso lhes esclarecer que os anos 80 foram os verdadeiros anos para o estilo, depois disso o Metal morreu por simples dizer. É triste eu sei, mas hoje não vemos mais a originalidade de antes, quando o Black Sabbath e seus mais de 30 anos de carreira nos apresentaram a pepita chamada “Heaven And Hell”, com o Ozzy finalmente afinando seus vocais e cantando de verdade. Se não fossem as drogas e o álcool em excesso, ele teria continuado para o álbum seguinte em meados de 83.

É claro que existem coisas positivas hoje em dia, como a volta do Accept e Max Cavalera se reunindo com o Sepultura. Que disco esse "Inflikted"! É um "Schizophrenia" dos tempos modernos, nunca pensei que veria essa turma junta novamente. Ainda sobre o Accept, fiquei pasmo em ver como o baixinho UDO está cantando em "Blind Rage", até perece outra pessoa, surpreendente!   

Mesmo assim, não posso falar bem de algo que não está bem. Ou seja, a cena de hoje simplesmente não existe. Não é mais como antes, onde todos nós íamos aos shows e trocávamos K7 com gravações rústicas, porém, feitas com muita honra e dedicação. Essas tecnologias de merda só ferraram com o Metal e tiraram o empenho das bandas em criar músicas de verdade. Eu mesmo sou obrigado a confessar, me atrapalho um pouco com essa internet e as vezes, sinto uma dificuldade enorme pra pesquisar no tal de Google. Esses dias fiquei sabendo que o Iron Maiden lançou um disco novo, como pesquisador nato que sou, fui ouvir o tal "The Book Of Souls" e me decepcionei com Steve Harris, deveria ter demitido esse Blaze Bayley faz tempo! O disco seria muito melhor caso Bruce cantasse concordam?

Em compensação, preciso admitir que sem esse mecanismo complexo chamado Google, não teria ouvido a nova banda em que o ex-cantor do Iron Maiden está envolvido, nem precisei pesquisar mais nada, quando comecei a ouvir o trabalho do Attick Demons eu reconheci instantaneamente que era o bom e velho Bruce Dickinson detonando! Que banda! 

Bem, não vou me estender mais e por hoje é isso amigos! Vim apenas me apresentar e exibir um pouco dos meus conhecimentos e visões sobre o Metal, estarei aqui ajudando na criação de conteúdo e vez ou outra tentarei mostrar a esses administradores sem conhecimento algum, o real sentido da música pesada. E é bom esse pessoal aqui do blog se conscientizar e dizer a real pra galera, pois não vou tolerar indicações dessas bandecas novas que estão clonando de maneira muito mal feita e desrespeitosa, a mágica sonoridade dos anos 80.

Sou o Sr. Régis Bigodón e meu lema é: "Não é metal pra mim. Não é música pra ninguém!"

Um abraço e até mais!"

Por favor não contrariem o Sr. Régis, ele costuma ficar muito bravo quando isso acontece!
Espero que gostem da brincadeira.


Personagem criado por Fábio Reis
Texto redigido por Stephan Giuliano​
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...