quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Indicação: Aspid - "Кровоизлияние" ou "Extravasation" (1992)


Da série "Porões do Underground"

A escola russa tem uma característica de excelência: Seus músicos têm, em sua maioria, formação acadêmica. Por lá, cultua-se e cultiva-se o eruditismo ainda na tenra idade e com isso só pode resultar em obras magníficas, exclusivas e de exacerbada criatividade.

No final dos anos 80 surgia um grupo de garotos dando aulas de Thrash Metal. Já no ano de 1992, com muita técnica e imbuídos de nuances progressivas, eles lançaram em seu mercado, naquela época, bastante exclusivo e exclusivista, assim como a escola japonesa, um álbum assombroso, magnânimo em toda sua monstruosidade, comparável apenas ao essencialmente único Coroner da Suiça, com a máxima de ser cantado em sua língua natal.

A pérola batizada "Кровоизлияние" que significa em inglês "Extravasation" é composta de 8 petardos de extrema complexidade, mesmo com toda sua crueza.

O interessante é que seus integrantes desapareceram do mapa, como que abduzidos por extraterrestres e apenas o baterista Vasiliy Shapovalov ressurgiu compondo a lineup renovada da banda Kruiz, também russa, no ano passado ou seja, 23 anos após.

Aqui você não vê experimentações esquisitoides nem aberrações ostensivas tipo bandecas acorrentadas ao selo Big4 mais que manjado e depreciativo. Aqui você vê THRASH METAL, com letras garrafais, um jeito de tocar que foi espalhado pelo mundo com a globalização via internet e influenciou muitas e muitas bandas de diversas nacionalidades, contribuindo para o aparecimento de sub vertentes como o Melodic Thrash Metal, o Melodic Death, o Avantgarde e mais alguns laboratórios como Post-Thrash e Post-Hardcore.


Discografia:

"Кровоизлияние" - "Extravasation" (1992)

Integrantes:

Vladimir Pyzhenkov (baixo)
Vasiliy Shapovalov (bateria)
Aleksander Sidorchik (guitarra)
Vitaliy Holopov (vocal)

Faixas:

1. Intro 
2. Он пришёл (Аспид) 
3. К цели одной 
4. Дай мне (Пьеса для балета)
5. Эй, ты 
6. Там, где ночь 
7. Коматозное состояние 
8. Кровоизлияние

por Luís Henrique Campos