terça-feira, 6 de setembro de 2016

Misfits: reunião deve prosseguir e possivelmente gerar um novo álbum


Após a reunião histórica da banda no Riot Fest Denver no Colorado, o baixista Jerry Only, concedeu entrevista à Rolling Stone e fez algumas declarações sobre o futuro da banda, confira:

Como você sentiu o show?

Jerry Only: Não parece retro? Parecia realmente old school. É como um túnel do tempo. Estamos revivendo coisas que escrevemos quando éramos jovens, quando dinheiro não importava e era tudo apenas sobre a música. Foi muito bom. Obviamente, é uma experiência nova, porque estamos todos a trabalhar juntos em um nível maior, pela primeira vez, mesmo sabendo de todas as coisas que poderiam ter dado errado. Todo mundo que vi tinha um sorriso no rosto.

E sobre o fato de Glenn cantar?

Only: Glenn é Glenn. Lidamos com Glenn no início e é o mesmo trato com Glenn agora. Isso não muda. É apenas uma perspectiva diferente. Se deixarmos Glenn ser Glenn e fazer o que é suposto fazer, vai funcionar. Você não discute um com o outro. Acho que somos mais que isso. Acho que temos idade suficiente agora.

Você manteve a banda nos últimos 20 anos. será que ela se torna mais completa com Glenn?

Only: Havia sempre aquele buraco. Quando Glenn saiu, sempre havia aquele sentimento que estava faltando um componente, aquilo que nos torna o que somos. Tenho certeza que o mesmo se passava com ele.

Você sente isso como algo que possa continuar?

Only: Eu quero que continue. Doyle quer que continue. Eu sei que Glenn quer que continue. Nós apenas temos que ser grandes o suficientes para tornar isso possível. E é aí que estamos. Estamos indo para o nosso 40º aniversário de modo que o momento não poderia ser mais perfeito, é uma questão de remodelar usando todos os diferentes elementos que temos.

Você conversou com Glenn sobre fazer um novo álbum?

Only: Acho que é algo que tem que evoluir naturalmente. O lance é tentarmos planejar as coisas e depois vamos ficar lá, esperar e ver como vamos fazê-lo. Quando voltar, eu não sei sobre Glenn, mas estou indo para casa escrever.


Leia a entrevista completa (em inglês) aqui: Rolling Stone

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...