domingo, 4 de setembro de 2016

Denner/Shermann: Em recente entrevista, Hank menciona um possível retorno do Mercyful Fate


Em uma recente entrevista cedida ao jornalista Daniel Tavares para o site Scream & Yell, o lendário guitarrista Hank Shermann, ex-Mercyful Fate e atualmente divulgando seu mais novo trabalho à frente da banda Denner/Shermann, responde diversas questões sobre seu passado, presente e futuro. Confira alguns dos melhores momentos.

Sobre a recepção do álbum "Masters Of Evil":

"Tem sido realmente surpreendente pra mim, tão boa quanto como foi com o primeiro EP que nós lançamos. Todo mundo ficou, é claro, um pouco curioso para saber como seria a recepção ao próximo álbum, uma vez que ele seria um álbum completo e teríamos mais canções e os estilos se distribuem em muitos níveis diferentes, não existem duas canções que se parecessem umas com as outras. Claro que nós estávamos muito empolgados para ouvir as reações, mas, até agora, tem sido incrível. Nós já tivemos algumas resenhas realmente muito boas e, claro, a banda inteira está entusiasmada e nós acabamos de fazer um show aqui, então, tudo está muito bom."

Sobre o por que de usar os sobrenomes Denner e Shermann como o nome da banda:

"Foi só uma decisão entre mim e o Michael quando ele chegou e disse: “Por que não chamamos de Denner / Shermann? Porque os fãs, nossos fãs leais, que são basicamente os fãs do Mercyful Fate que nos seguiram por 35 anos ou mais, certamente saberiam o que temos a dar, melhor do que encontrar um novo nome como HellFire ou qualquer coisa assim”. Nós pensamos que seria algo de mais classe, nesse momento das nossas carreiras, usar os nossos próprios nomes. Isto já foi visto antes em muitas formações desde os anos 70, mas, sabe, o mais importante em usar o nosso próprio nome é ter algo que remetesse ao que já foi criado. De outra forma, nós estaríamos como se começando, teríamos um nome ao qual as pessoas teriam que se acostumar. Com nosso próprio nome, as pessoas que nos conhecem sabem o que vão ter. Acho que estamos muito felizes com este nome e parece que as pessoas não se importam, não tem nada contra isso. É só uma questão de nós estarmos ficando mais velhos e querendo ir direto ao ponto e dizer, ok, você sabe, este é o Denner, este é o Shermann e esta é a nossa música."

Se há chances do Mercyful Fate se reunir novamente:

"Ah, sim, esta é uma boa questão. Sabe, eu gostaria. Entretanto, neste ponto não estamos falando especificamente sobre isso porque o Michael e eu estamos muito ocupados com o Denner / Shermann e Kim está realmente ocupado fazendo o próximo álbum da King Diamong. Então, tem que ser mais lá na frente na estrada, 2018, 2019… se for. Estou completamente aberto a ideia, mas depende mais de agenda e de tempo. Posso te garantir que espero por isso e nós todos temos esta esperança, tanto pelos fãs quanto pelo evento histórico que seria. Espero que nós sejamos capazes de fazer isto acontecer."

Se King Diamond ouviu o trabalho da Denner/Shermann e o que achou:

"Não estou por dentro disso. Não é algo que eu realmente saiba ou esteja pensando. Se ele gostar, será bacana. Ele deve provavelmente estar curioso. Sei que ele ouviu provavelmente, acho, “Satan’s Tomb”. Nós conversamos um pouco sobre isso, mas, sabe, eu imaginaria que sim, porque, como eu fiz toda a música, tem um som muito reconhecível, o meu som e o som do Michael, o som do Mercyful Fate. É algo mais negócio para negócio do que, você sabe, de amigo pra amigo. Ele não comentou muito sobre isso e pessoalmente não sei o que ele pensa sobre. Mas acho que ele ficaria orgulhoso que seus antigos amigos de banda estejam de volta aos negócios e de volta à cena e fazendo um heavy metal old school realmente legal, mas talvez ele pense diferente. Eu realmente não sei."

A entrevista completa se encontra disponível no site Scream & Yell.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...