sábado, 2 de maio de 2015

Judas Priest - British Steel (1980)



Quebrando a Lei: Os 35 anos de British Steel


Lançado em 14 de abril de 1980, através da gravadora CBS, “British Steel”, o sexto álbum da carreira da lenda viva do Heavy Metal britânico Judas Priest, completa hoje o seu 35° aniversário. É realmente impressionante como tanto tempo já se passou desde o seu lançamento há muitas décadas atrás e a obra continua intacta e nem um pouco envelhecida. O que temos aqui é uma banda extremamente inspirada e repleta de uma energia intensa. Não é a toa que grande parte das composições de “British Steel” se tornariam clássicos obrigatórios não apenas da banda, mas de todo o Heavy Metal.

A capa é muito marcante e escancara ao ouvinte exatamente o que ela irá encontrar no conteúdo do disco, uma legítima avalanche do mais puro, simples e direto Heavy Metal tradicional. O álbum já se inicia com um hino grandioso, “Breaking the Law”. Essa composição já nasceu um clássico. Seus “riffs”, letra e refrão são poderosíssimos e graças ao excelente desempenho de toda a banda, a música ficou imortalizada como um grande clássico do Metal. Esse som chegou a ganhar um videoclipe promocional bastante popular.

Sem perder o pique, logo em seguida temos “Rapid Fire”, um Speed/Heavy que não deixa nenhum ouvinte de Metal indiferente. Aqui temos uma levada empolgante de bateria, “riffs” e solos espetaculares e vocais fantásticos. Uma grande faixa e uma das melhores composições do álbum. Outro hino vem a seguir. “Metal Gods” já possui um título que diz tudo sobre a música em si. Rob Halford e Cia. detonam, entregando ainda mais palhetadas precisas e diretas, solos bem encaixados e com muito “feeling”, além de uma levada empolgante que jamais deixa o ouvinte entediado. 

A genial e cadenciada “Grinder” dá continuidade ao trabalho e novamente não desaponta por um segundo sequer, entregando mais um grandioso desempenho do quinteto. Mais “riffs” fantásticos, mais passagens memoráveis e mais um refrão grudento. A quinta faixa é a cativante “United”, uma música mais lenta e sem o mesmo peso das faixas anteriores, entretanto extremamente poderosa e com um refrão repleto do mais profundo “feeling”. Um clássico!

A bateria de Dave Holland dá início ao hino pegajoso “Living After Midnight”. Creio que não tenha muito que falar sobre esse clássico também. Seu “riff” principal entra na cabeça do ouvinte e a partir daí não sai mais. O mesmo pode ser dito sobre o refrão, duro como uma rocha e incrivelmente cativante. Assim como “Breaking the Law”, a banda produziu um videoclipe para “Living After Midnight”, o que, sem sombra de dúvidas, ajudou ainda mais a perpetuar a composição como um clássico inesquecível.


A seguir, temos a soberba “You Don't Have to Be Old to Be Wise”. Pessoalmente, é uma das minhas favoritas do álbum e novamente traz todos os bons elementos que um álbum de Heavy Metal deve ter. Excelentes linhas de guitarra, uma “cozinha” de baixo e bateria em perfeita sincronia e vocais extraordinários. Uma grande música! O final dessa grande obra fica reservado para mais dois grandes sons, “The Rage”, que se inicia de forma vagarosa e alguns segundos depois, ganha um peso fenomenal e contagiante e “Steeler”, que encerra esse sexto trabalho de estúdio de forma precisa com um Metal tradicional executado de forma exímia e para nenhum “Headbanger” botar defeito. Anos mais tarde, o álbum foi relançado e sua versão remasterizada inclui ainda mais duas faixas, “Red, White & Blue”, uma ótima composição repleta de passagens marcantes e uma versão ao vivo para “Grinder”.

"British Steel" é um daqueles muitos álbuns que escutamos que mais se parece com uma coletânea "Best Of" do que apenas um álbum, visto que seu belo conteúdo é preenchido essencialmente por grandes clássicos e hinos da carreira dos britânicos. Esse álbum ajudou a impulsionar ainda mais a carreira do Judas Priest, colocando a banda definitivamente entre as grandes bandas de Metal da época. As músicas “Breaking the Law” e “Living After Midnight” rapidamente se tornaram hinos de fácil assimilação e a banda foi premiada com o disco de ouro pela RIAA (Recording Industry Association of America, a “Associação da Indústria de Gravação da América”) em 1982 e com o disco de platina em 1989.

Quando falamos em álbuns muito influentes dentro do Heavy Metal, “British Steel” certamente sempre será mencionado por muitos adoradores da música pesada, quer seja pela sua quantidade absurda de clássicos em um único trabalho, pela qualidade e criatividade na elaboração dessas composições ou pela “performance” entusiástica dos músicos da banda nesse trabalho de estúdio. Ele certamente é uma obra eterna e que merece longas e repetidas audições.


Tracklist:
01. Breaking the Law 
02. Rapid Fire
03. Metal Gods 
04. Grinder 
05. United 
06. Living After Midnight 
07. You Don't Have to Be Old to Be Wise 
08. The Rage 
09. Steeler

Lineup:
Rob Halford (Vocal)
Ian Hill (Baixo)
Glenn Tipton (Guitarra)
K. K. Downing (Guitarra)
Dave Holland (Bateria)


Escrito por David Torres

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...