domingo, 19 de fevereiro de 2017

Resenha: Fates Prophecy - "Eyes Of Thruth" (2002)

Mundo Metal [ Indica ]



Tá aqui uma banda que considero uma das melhores de todos os tempos no cenário nacional e nunca recebeu a devida atenção do público headbanger. Com mais de 25 anos de carreira e uma discografia imaculada que contém quatro discos incríveis, o Fates Prophecy é daqueles nomes que a gente ouve, se encanta e simplesmente não consegue entender o por que de o grupo não decolar e alçar voos mais altos.

"Eyes Of Thruth" é o segundo registro dos caras e traz a performance póstuma do excepcional vocalista André Boragina, falecido um ano antes vítima de um câncer. Analisando a história da banda, este talvez tenha sido o momento crucial e determinante para que a banda não tenha se tornado realmente grande.

Após um disco de estréia bem sucedido e que gerou certa visibilidade ao Fates, os caras gravaram um baita álbum na sequência, mas como o destino é cruel, uma série de empecilhos impossibilitaram a banda de divulgar o trabalho dignamente. Se não bastasse a perda do talentoso vocalista e amigo, a divulgação de "Eyes Of Thruth" foi praticamente nula. O selo que faria a distribuição e todo o processo de merchandising estava à beira da falência e a banda não tinha conhecimento, este fato acabou selando o destino de um dos grandes discos de Heavy Metal feitos no Brasil.


"Eyes Of Thruth" não teve muitas cópias comercializadas e hoje é um item raro de colecionador. Eu mesmo, demorei anos pra conseguir adquirir o meu até que em uma tarde iluminada o encontrei em uma loja de itens usados na Galeria do Rock.

Musicalmente, temos um registro realmente digno de gigantes do Metal mundial, a sonoridade é calcada em bandas da NWOBHM, mais especificamente fazendo referência ao Iron Maiden em seus primórdios. Os integrantes dão um verdadeiro show de técnica, feeling e criatividade, todas as canções merecem destaque e são detentoras de riffs, solos e refrões marcantes.

Se por um acaso você nunca ouviu falar do Fates Prophecy, mas gosta de um Heavy Metal oitentista de qualidade, experimente escutar faixas do porte de "The Beast Within", "Wings Of Fire" e a canção título "Eyes Of Thruth", esta última um épico de 9 minutos de duração que faria Steve Harris morrer de vergonha de seus últimos discos.

Por Fabio Reis