sexta-feira, 17 de junho de 2016

Guerra de egos entre ex-integrantes da banda do inesquecível Ronnie James Dio


Desde o fatídico falecimento do inigualável Dio, sua viúva Wendy, organizou um evento denominado "Ride For Dio", onde a banda Dio Disciples excursiona tocando as composições do baixinho, com a intenção de perpetuar seu legado. O grupo conta com diversos músicos renomados e entre eles, alguns integrantes que inclusive tocaram com o mestre em algum momento de sua trajetória. 

A banda atualmente é formada pelos vocalistas Tim "Ripper" Owens (Judas Priest e Iced Earth) e Oni Logan (Lynch Mob), pelo guitarrista Craig Goldy (Dio) e conta também com o baixista Bjorn Englen (Yngwie Malmsteen) com o tecladista Scott Warren (Dio, Heaven & Hell) e o baterista Simon Wright (Dio, AC/DC, UFO).


Em contrapartida, os membros originais da banda Dio, Vivian Campbell (guitarra), Vinny Appice (bateria) e o recentemente falecido Jimmy Bain (baixo), formaram o grupo Last In Line (nome do segundo trabalho de estúdio de Dio) e lançaram neste ano, o bom "Heavy Crown", apenas com composições inéditas do músicos. 

Mesmo com focos diferentes e sem nenhum motivo aparente para que aja qualquer tipo de competitividade, Vivian Campbell fez a seguinte declaração ao BigMusicGeek.com: 

"Eu não acho que estamos no mesmo patamar da Dio Disciples. Nenhum desses caras eram membros originais da banda Dio. Nós somos a banda original. Nós somos os caras que formaram a banda com Ronnie. Não estávamos apenas na banda, mas escrevemos todas aquelas canções com Ronnie. Se você olhar para os créditos sobre os três primeiros registros, foi como um empreendimento criativo e colaborativo, isso é o que fez os primeiros discos de Dio tão fortes. Os caras da Dio Disciples... não é que eu esteja preocupado, mas a credibilidade deles é zero"


Qualquer pessoa sensata percebe que os dois grupos possuem propostas muito distintas. Enquanto a Dio Disciples toca apenas covers, a Last In Line possui uma uma musicalidade que procura resgatar os bons momentos dos primeiros álbuns de Dio, porém investindo apenas em composições próprias. 

Opinião Mundo Mental: 

Vivian Campbell é um excepcional músico, porém sua declaração foi claramente um momento de egocentrismo. Se os três membros originais da banda Dio foram tão importantes como ele quis passar nessas declarações, por que o disco do Last In Line é apenas mediano? 

Com todo esse talento afirmado sem nenhuma modéstia, Vivian deveria se preocupar mais em criar algo que ao menos chegue perto a seus momentos mais marcantes com Dio, fato este que duvidamos muito e enfim, parar de se preocupar e dar declarações polêmicas sobre uma banda tributo.

por Fabio Reis


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...