sábado, 30 de maio de 2015

Ministério da Discórdia - Ministério da Discórdia (2013)


Uma das grandes vantagens de se administrar uma instituição relacionada ao Heavy Metal, como a Mundo Metal, é que do nada pode aparecer uma grata surpresa nesse âmbito.
Pois bem, esses dias esse adm-cdc da Mundo Metal recebeu um pedido de divulgação de uma banda paulistana. Como gosto de conhecer os materiais de bandas novas fui conferir uma música no Youtube, pois antes de apoiar qualquer banda, sou muito crítico e se não me agradar o som, não divulgo, não.... ou pelo menos passo a bola para outro ADM da mundo Metal para avaliar. 
A música a ser conferida foi a Paraiso do terror. Banda que canta em português... pensei. é bom o letrista ser "o cara" pois não é nada fácil adaptar o português para um ritmo pesado e agressivo como o metal. Minha impressão: Heavy-doom na melhor linha Black Sabbath, Pentagram, Saint Vitus. As letras... Muito bem elaboradas e muito bem colocadas em uma ótima temporização e harmonia com o instrumental.

A Banda Ministério do terror foi formada em 2007 na cidade de São Paulo por Maurício Sabbag na guitarra e vocal; Carlos Botelho no baixo e Inacio Nehme na bateria, que como dito, executam um Heavy Metal muito pesado com altos flertes para o Doom com contexto abordando temas bem obscuros e situações sociais. Antes faziam covers de faixas não convencionais do Black Sabbath. Mas a banda não se limita ao peso, também esbanja agressividade e velocidade, fora a excelente técnica harmônica ao executar as músicas e o excelente vocal do Maurício muito bem encaixado que dá uma personalidade única para a banda.


O Disco auto-intitulado começa com a doomy Banco dos réus, cujo o ritmo segue de uma marcha levando o réu ao seu julgamento, passando para a veloz "Malditos sejam Todos" com uma levada mais Motorhead, seguido da faixa Jornada que volta a ter uma atmosfera doom, mas mais votada pro heavy metal lembrando um pouco o Grand Magus com umas alternâncias de ritmo muito bem colocadas. A Faixa-título começa bem doom, como é de característica que a banda mostra ter passando por flertes daquilo que hoje chamamos de Stoner com o ritmo de heavy metal tradicional. Memória passa a ser um pouco mais veloz na mesma pegada da "Malditos sejam todos" Motorhead de ser com altenância de ritmo pro cadenciado passando para um solo bem prog voltando ao ritmo veloz. A primeira faixa que conferi no YT, Paraiso do Terror é um heavy doom na linha Black Sabbath. "Como Previsto" é a faixa mais longa do disco, Doom heavy com pitadas de stoner como as demais faixas. Amén é a faixa com um pouco mais de complexidade, mas sem perder a característica Sabbathiana da banda. O disco fecha com a veloz Neandertal que tem um refrão muito foda que prende a cabeça, ela tem de tudo para ser um hit e é minha faixa favorita, não só pelo ritmo, mas pelas letras também.

Concluindo, Ministério da Discórdia esbanja profissionalismo musical e lírico. Atualmente estão preparando a gravação de seu DVD. 
Seu álbum físico pode ser encontrado na Aqualung na Gaçeria do Rock e abaixo, segue o álbum upado pela banda no you tube para vocês conferirem.
No aguardo do segundo álbum e assim que puder, vou descolar meu CD também.


Escrito por Edwin Dare