quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Metallica: o maior fenômeno Pop que o Metal já produziu ainda presta um grande serviço ao estilo?


É impressionante como o mundo pop abraçou o Metallica e mais impressionante ainda, como o Metallica se fundiu a esse universo. Quem em meados de 1983, na época em que "Kill 'Em All" foi lançado, poderia imaginar que aqueles garotos desajustados e rebeldes iriam ser os donos do disco de Metal mais vendido de todos os tempos? Quem poderia imaginar que o Metallica iria rodar filmes, documentários, ter grife de roupas própria, possuir toda a gama de produtos customizados e se tornar a maior banda (em termos de cifras) que o estilo conheceu? 

Pois é, tudo isso aconteceu e obviamente para os fãs mais ortodoxos e ligados ao meio underground, a banda virou motivo de desprezo e até mesmo de piadas. Muitos simplesmente não seguem e nem conseguem digerir mais nada lançado pelo quarteto, porém é inegável que o Metallica ainda é uma banda que tem um papel importantíssimo na cena mundial. 

O Heavy Metal num contexto geral teve um pico de popularidade enorme no início dos anos 90 e logo depois acabou perdendo espaço para outros estilos como o Grunge, o Rock alternativo e o Nu Metal, somente os gigantes como Metallica, Iron Maiden, Kiss, Black Sabbath e outros, conseguiram se manter na grande mídia e mesmo com o surgimento de excelentes novos nomes nos últimos anos, o Metal voltou a ser um estilo mais underground e sendo assim, fora dos grandes meios de comunicação.

Por que diabos então o Metallica ainda é importante para o Heavy Metal se os caras por exemplo, vão sair em turnê com bandas como Avenged Sevenfold, Volbeat e aceitam se apresentar ao lado de artistas pop como Lady GaGa?


É simples! 

Por que em um show do Metallica você ainda vai ouvir músicas como "Creeping Death", "Battery", "Fight Fire With Fire", "Damage Inc.", "Blackened" e diversas outras. Essas músicas mesmo após anos, ainda são extremamente convincentes e continuam sendo o ponto de partida para que muitos adolescentes tenham o seu primeiro contato com o Metal. 

Sendo assim, o Metallica pode não ser mais motivo de orgulho para os headbangers que os viram começar sua trajetória com épicos da grandeza de "Ride The Lightning" ou "Master Of Puppets", os  trabalhos mais recentes podem até ser ignorados e extremamente criticados, mas para a nova geração, a banda ainda presta um grandioso serviço e enquanto James gritar "Whiplash!" ou "Die by my hand, I creep across the land" em suas apresentações ao vivo, ainda continuarão fazendo com que pessoas que talvez jamais iriam saber o que era Thrash Metal, se interessem pelo gênero e busquem conhecimento sobre outros nomes relevantes.

Particularmente, não considero o trabalho atual do Metallica como merecedor de muitos elogios e tão pouco de críticas exacerbadas, mas sou totalmente a favor da banda continuar a lotar arenas e tocar os seus clássicos para a molecada que só conhece bandas alternativas teens de pseudo Metal.  

Por Fabio Reis