sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Megadeth: Dave e Justis Mustaine rebatem acusações do Havok


Dave Mustaine e seu filho Justis, rebateram as acusações feitas no dia 17 de agosto na página oficial da banda estadunidense Havok. A nota dizia que o grupo foi "chutado" da turnê em conjunto com o Megadeth por não assinar um contrato que era na opinião da banda "inaceitável" com a Mustaine Management.

Dave Mustaine ao ler a nota oficial escrita pelo vocalista e guitarrista David Sanchez, fez alguns comentários em seu Twitter. Eis alguns deles:

"Foi oferecido a eles um contrato padrão da indústria, o mesmo que eu tenho. Cinco meses depois, ainda não haviam assinado, então eles caíram fora

Mustaine escreveu ainda que o Havok "Deixou de pagar milhares de dólares à Justis", acusou a banda "Eles não estão pagando suas contas." e ainda acrescentou: "Pergunte à empresa de merchandising que conseguimos pra eles se foram pagos"

Justis Mustaine também se defendeu e através de seu Facebook, deixou a seguinte nota:

"Eu trabalhei com o Havok por um ano. Apesar de ter pagado o Havok, os comercializado e exposto em todo esse tempo, trazendo-lhes um novo acordo de merchandising, agente de reservas e fiscalizado o que foi claramente o seu maior ano, fui recompensado pobremente por meu trabalho, então eu finalmente coloquei um contrato na frente deles, que iria me proteger em 15% da renda (o padrão da indústria). Eles se recusaram a concordar, por isso eu os deixei. Eu desejo ao Havok tudo de melhor em seus esforços para ser uma banda profissional, mas como evidenciado pelo fator fofocas, eles ainda tenho um longo caminho a percorrer. Ótima música e grande banda!"

O Havok foi oficialmente substituído na turnê em conjunto com o Megadeth pela banda Lillake, grupo que conta com o ex-guitarrista do Suicidal Tendencies, Nico Santora. 

Me parece que desta vez, Mustaine não vetou a banda como foi exposto pelo Havok, o que houve foram questões contratuais e a falta de um acerto que satisfizesse ambas as partes.