terça-feira, 9 de agosto de 2016

Demolition: musicalidade intensa e temática forte


A Demolition lançou recentemente o seu primeiro EP, "Manipulation For Tragedy", se tornando uma das mais promissoras bandas de nossa cena. Inúmeras resenhas e análises foram escritas destacando o Thrash Metal vigoroso do quarteto mineiro original de Governador Valadares, porém o EP apresenta um conceito bem interessante e que merece ser conhecido.

Nas quatro faixas contidas no trabalho, o grupo desenvolveu letras que se complementam, contando uma história trágica em que uma pessoa comum é completamente dominada e manipulada por um personagem chamado "Demolidor", a saga passa por quatro estágios (as quatro composições) até que a vítima encontra a sua total e agonizante destruição nas mãos de seu algoz.

Conversamos com a Demolition e o baterista Wagner Oliveira nos explicou o que cada canção representa e como a banda chegou a idéia geral de "Manipulation For Tragedy". Abaixo segue o conceito de todo o trabalho, confira!

"Illusion Of Fear": a faixa de abertura relata a situação de uma pessoa que se encontra desacreditada, o personagem descrito tem ilusões, incertezas e medos, vive em meio ao caos e a um turbilhão de emoções que são usadas pelo "Demolidor" para que consiga entrar e se infiltrar na mente de sua vitima.

"Infected Face": após descobrir o que aflige sua vítima, o "Demolidor" a contamina com palavras, promessas e esperanças falsas, a faz acreditar no que ele quer e as palavras bonitas e as ofertas tentadoras, seduzem por completo a já indefesa vítima.

"Influence": totalmente vulnerável e cega pelas promessas vazias, a vítima começa a agir sob a influência do "Demolidor" e mesmo com tudo desmoronando ao seu redor, ela acredita indubitavelmente que haverá uma solução para seus problemas e que tudo irá melhorar. É o prelúdio para a tragédia anunciada.

"Manipulation": manipulada e levada a auto destruição, a vítima se vê jogada num abismo sem fim sem nem ao menos entender como chegou ali, o trabalho do "Demolidor" foi bem sucedido e ele está pronto para atacar uma outra pessoa indefesa.

Ouça a faixa "Influence":


Segundo Wagner, as letras refletem apenas o que ocorre diariamente com milhares de pessoas, no trabalho, na política, nas igrejas, no seu círculo de amigos... diversos "Demolidores" estão à espreita preparados para tirar proveito, usar, influenciar, manipular e quando não sobra nada, simplesmente as deixam e partem pra outra.

Até mesmo em meio a cena Metal, o músico acredita  que os "Demolidores" da vida real se fazem presentes, "É claro que tem muita gente boa e honesta, mas o que vejo muitas vezes e isso me revolta, é que ao invés de bandas e produtores se juntarem para que a cena melhore, preferem tentar pisar nas cabeças uns dos outros, seja por algum tipo de inveja ou talvez por que uma banda mais nova faz um trabalho sério e até mais profissional, coisa que não são todas que tem disposição de fazer. Mas é o que digo, as vezes o barato sai caro, você economiza e não faz uma gravação boa, não se preocupa com uma produção boa, depois não reclame que sua banda não sai do fundo da garagem. Não é novidade que existem bandas e pessoas que acham mais fácil tentar "queimar" ou falar mal de quem trabalha sério. A todo momento estamos sujeitos que um "Demolidor" como esse das letras chegue ate nós, cabe a nós saber diferenciar quem e do bem e quem são os safados e aproveitadores. Esse EP foi literalmente nossa revolta contra tudo que acontece de errado e com todas as pessoas que fazem tudo em seu próprio beneficio."


O EP da Demolition teve uma excelente recepção por parte da mídia nacional e a vendagem vem superando as expectativas, com cópias sendo enviadas para todas as regiões do Brasil e ainda bangers de países como EUA, Russia e localidades da Europa, adquirindo e tecendo elogios ao material.  

Sobre o futuro, o baterista nos conta, "Estamos em uma vibe nova, trabalhando em musicas novas, com a Thaís bem adaptada a todos os integrantes. Ela está colocando sua cara nas musicas e nossa intenção é fazer algo novo, mostrar a nova cara da banda, com a voz e as influências da Thaís, do Junior e do Gabriel. Posso afirmar que se no EP o nosso Thrash Metal é mais old school e com pitadas de elementos mais modernos, nas musicas novas estamos focando em ritmos mais retos e pesados, sem contar que virão faixas mais rápidas, na linha do Thrash/Death, musicas pra galera bater cabeça e sem muita quebradeira."

Quem quiser adquirir o EP "Manipulation For Tragedy", basta entrar contato com a banda através de seu Facebook 

por Fabio Reis