segunda-feira, 6 de junho de 2016

Indicação: Rot Remains - "Evisceration Of The Mind" (2016) (EP)


O Metal extremo nunca esteve tão em "alta" como está atualmente, sem dúvida alguma é um dos gêneros que mais tem se destacado e ganhado espaço no cenário nacional, seja o Death ou o Black Metal, ambos os estilos de uns anos pra cá, vêm crescendo consideravelmente e cada vez mais tem chamando à atenção do público por onde passa, isso pelo fato de estar surgindo uma infinidade de bandas do estilo no país.

Acredito que um dos motivos que mais deve chamar à atenção de um ouvinte, é uma ótima produção, se um grupo lançar um material contendo uma boa produção, tanto na parte sonora quanto em sua arte da capa, com certeza irá fazer um enorme diferencial, mas como existe vários tipos de gostos musicais, há também aqueles que não ligam muito para isso e preferem músicas mais primitivas, cruas e "sujas", essas palavras descrevem exatamente o que esse pessoal aqui faz.

E o que mais impressiona em uma banda além de uma boa produção, é o potencial da banda em si, muitos desses grupos, apesar da sua curta carreira, apresentam bons trabalhos, muitos deles sendo até superiores as bandas internacionais e reconhecidas. Essa banda em questão foge um pouco nesse quesito, já que a mesma é ótima, mas a sua sonoridade é primitiva.

O grupo é oriundo do Paraná, mais precisamente na capital Curitiba, foi formada em 2014, está ativa e até o momento foram lançados três registros, sendo eles, uma Demo, um Ep e um Split, a mesma se encaixa um pouco no que mencionei nos parágrafos anteriores, o grupo ainda é recente e vêm executando um ótimo trabalho, porém nada de super produção, o registro é uma devastação, literalmente.

Esse é o segundo trabalho ddo grupo, o mesmo contém sete faixas e em nelas a banda aborda temas como, história, morte, drogas e anti-religião, o EP foi lançado pelo selo Paulistano, Holocaust Records Vinyl e as bandas que tiverem interesse em lançar algo novo podem entrar em contato com o selo.


Esses Paranaenses executam um excelente Death Metal, o registro possui uma pegada bem old school e apresenta uma crueza sem tamanho, é impressionante o quão primitivo ficou o trabalho, o mesmo nos remete aos materiais de bandas do gênero lançados nos anos 90, devido a sua produção ser extremamente "feia e suja", certamente esse é um dos melhores registros do gênero lançados esse ano.

A sonoridade das músicas são bem rápidas, as linhas de guitarras contém riffs bastante ríspidos e viscerais, que mais parecem uma "serra elétrica" devido a tamanha devastação e a cozinha também faz um belo trabalho, conseguem ser  técnicos, mas sem perder a sua brutalidade, e pra finalizar temos um vocal insano, o mesmo consegue deixar o EP ainda mais cru com um gutural muito fechado, cavernoso e cantado de uma forma bem rápida.

Aos fãs de Death old school e que ainda não conhecem essa banda, não percam tempo, ouçam o registro, provavelmente irão gostar bastante, principalmente aos ouvintes que gostam de uma sonoridade bem primitiva.


Integrantes:

Gräve Drunker - Vocal
Lucas Ribeiro - Guitarra
Gabriel Di Angelo Tognato - Guitarra
Rafael Dorner - Baixo
Mauricio Drummer - Bateria

Faixas:

1.Fire On Babylon
2. Burning Bodies 
3. Holy Bloodbath
4. Evisceration Of The Mind
5. Social Suicide
6. Holodomor 
7. Obscure Flag

Por Marconi Silva.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...